Post com a Tag: "chuvas"

Chuvas atingem o Ceará

19 de dezembro de 2016 09:31Comentários desativados em Chuvas atingem o Ceará
Chuvas atingem o Ceará

Chuvas caíram em 42 municípios cearenses entre as sete horas da manhã do último sábado e o mesmo horário desse domingo, segundo Funceme.

Choveu em 42 municípios cearenses entre as sete horas da manhã do último sábado e o mesmo horário desse domingo, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Icó, com 102 milímetros, registrou o maior índice. Em Fortaleza, a chuva de 39,8 mm causou vários transtornos. Segundo a Fundação, as precipitações foram causadas por um sistema meteorológico conhecido como Cavado de Altos Níveis, típico da pré-estação chuvosa. A previsão para hoje (19) é de nebulosidade variável com mais

Icó, com 102 milímetros, registrou o maior índice. Em Fortaleza, a chuva de 39,8 mm causou vários transtornos. Segundo a Fundação, as precipitações foram causadas por um sistema meteorológico conhecido como Cavado de Altos Níveis, típico da pré-estação chuvosa. A previsão para hoje (19) é de nebulosidade variável com mais chuvas em todas as regiões.

Apesar dos números oficiais, é provável que tenha chovido com mais intensidade em outros municípios. É que as informações repassadas à Funceme nos domingos e feriados são precárias, já que muitos pluviômetros estão localizados em órgãos públicos que ficam fechados.

Diversas localidades da Zona Norte, Centro-Sul e Sertão Central tiveram precipitações, algumas com mais de 100mm, como no sítio Boa Fé, em Solonópole, que chegou aos 130mm. Na sede do município foram registrados 90mm. As informações têm por base a leitura de pluviômetros particulares em localidades rurais, sítios e nos centros urbanos. Em Milhã a chuva variou entre 100mm e 120mm.

Na sede do município foram registrados 90mm. As informações têm por base a leitura de pluviômetros particulares em localidades rurais, sítios e nos centros urbanos. Em Milhã a chuva variou entre 100mm e 120mm.

Chuvas de até 102 milímetros atingem Capital e Interior números atualizados

Sobral e cidades da região Norte, como Hidrolândia, Santa Quitéria e Ipueiras também registraram chuvas, para alegria da população sertaneja. Em Ipu, por volta das 8h, uma chuva fina banhou a cidade. Também amanhecerem com chuva Guaraciaba do Norte, Ibiapina, Ubajara, Croatá e Carnaubal, todas localizadas na Serra da Ibiapaba. Os números atualizados em relação a essas e outras cidades serão divulgados pela Funceme ao longo desta segunda-feira.

Também amanhecerem com chuva Guaraciaba do Norte, Ibiapina, Ubajara, Croatá e Carnaubal, todas localizadas na Serra da Ibiapaba. Os números atualizados em relação a essas e outras cidades serão divulgados pela Funceme ao longo desta segunda-feira.

A chuva que começou na noite de sábado (17) e aumentou nesse domingo (18) encheu o fortalezense de esperança em relação a um bom inverno no próximo ano, apesar de ter trazido alguns transtornos como seis ocorrências atendidas pela Defesa Civil de Fortaleza, até às 14h10, entre outras, queda de árvore, três alagamentos, e risco de desabamento. Além de 18 semáforos desligados logo no início da manhã, conforme informações da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

>>>Fortaleza amanheceu debaixo de chuva

Defesa Civil atendeu a seis ocorrências; 18 sinais deixaram de funcionar

O problema, segundo a AMC, aconteceu em virtude de oscilações na rede de energia. Agentes de trânsito foram deslocados para operar os principais cruzamentos e atender às colisões. A situação dos semáforos foi restabelecida por volta de 16 horas.

As chuvas provocam vários pontos de alagamentos em inúmeros bairros da Capital, como o verificado na Rua do Mirante, no Mucuripe, onde os moradores usavam vassouras e rodos para limpar as calçadas. “Aqui é assim. Basta uma neblina para causar logo alagamento. Imagine dois dias chovendo?”, indagou José Orlando da Silva, 50 anos, dos quais 40 dedicados à pesca. Ele mostrava o ponto de alagamento que existe há 15 anos, na rua. Demonstrando indignação com o descaso das autoridades, o aposentado Cláudio Teixeira, 67 anos, dispara: “Ninguém faz absolutamente nada”.

q

Sem energia

Fortaleza e algumas cidades da Região Metropolitana ficaram pela manhã desse domingo sem energia durante meia hora por causa de falha na subestação da Chesf. A queda de uma árvore provocou também a falta de energia que foi responsável por tirar do ar o site do Funceme.

Chuvas de até 102 milímetros atingem Capital e Interior

Chuvas de até 102 milímetros atingem Capital e Interior

Chuvas atingem 19 cidades do Ceará e reavivam esperanças

14 de dezembro de 2016 14:48Comentários desativados em Chuvas atingem 19 cidades do Ceará e reavivam esperanças

A maior precipitação foi no município Caririaçu, integrante da Região Metropolitana do Cariri, com 38mm.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, das 7h de ontem (13/12) até 7h desta quarta-feira (14/12), chuvas em 19 municípios do Ceará. A maior precipitação foi no município Caririaçu,  integrante da Região Metropolitana do Cariri, com 38mm. Também no Cariri, logo  em seguida, vem  o município de Várzea Alegre com 31.4mm e Ipaumirim, que registrou 30 mm de chuva. Os registros trazem  a esperança de mais chuvas no Ceará, que passa por uma crise hídrica sem precedentes, com açudes sem água, mata seca e cenário de aridez, principalmente  no interior do Estado.

A boa notícia também confirmou a previsão dos profetas da chuva, que observam plantas, animais, ventos, nuvens, estrelas, lua, segundo reza a tradição. Ontem (13), dia de Santa Luzia, os profetas começaram os ciclos de experimentos e tradições acerca da chuva no Estado. Segundo eles, os próximos ciclos seguem nos dias 20 de janeiro, São Sebastião,  e no dia 19 de março, em comemoração ao dia de São José. 

A chuva registrada, segundo a Funceme, faz parte da pré-estação chuvosa no Ceará, período compreendido entre os meses de dezembro e janeiro, quando acontecem os primeiros registros de precipitações mais intensas no Estado. As chuvas de pré-estação são causadas normalmente pela atuação e posicionamento favorável dos Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis (VCAN).

Esses sistemas meteorológicos são difíceis de prever em longo prazo (previsão climática com meses de antecedência) e por isso a Funceme orienta aos usuários que acompanhem diariamente a Previsão do Tempo.

Próximos dias

De acordo com a Funceme, há previsão de chuvas isoladas, nos próximos dias 15 e 16 de dezembro, no sul do Ceará, entre a madrugada e o início da manhã. No decorrer do dia, céu ficará parcialmente nublado em todo o Ceará.

 

Proximidade das chuvas interfere na sensação de calor

12 de dezembro de 2016 12:40Comentários desativados em Proximidade das chuvas interfere na sensação de calor
Proximidade das chuvas interfere na sensação de calor

Juazeiro do Norte. Essa onda de calor tem uma explicação. Segundo Raul Fritz, pesquisador da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), com a proximidade das chuvas, os ventos perdem intensidade. “A velocidade dos ventos retira calor da nossa pele e ajuda a diminuir ou amenizar a sensação térmica”, pontua.

Em Barbalha, cuja temperatura média para dezembro é de 26ºC, o órgão registrou pico de 38ºC nesta semana. Em Juazeiro, o pico foi de 37ºC, quando a média para este mês é de 28ºC. “Quando se tem umidade do ar mais baixa, as temperaturas aumentam. No entanto, a sensação térmica, neste caso, não difere muito, já que o tempo está seco”, acrescenta.

Para outro meteorologista da Funceme, Leandro Valente, o fenômeno El Niño é o responsável pelo forte calor. “Um sistema de alta pressão atmosférica atua no Nordeste brasileiro inibindo a formação de nuvens, causando variações climáticas, com fortes chuvas no Sul do País e calor intenso no Nordeste“, detalha.

“Sistemas de chuvas que se formam na Bahia, típicos desta época do ano, tendem a influenciar o sistema meteorológico no Cariri, causando pancadas de chuvas isoladas, que devem aumentar em janeiro”, diz Fritz.

Imagem relacionada

Proximidade das chuvas interfere na sensação de calor