Concursos abertos

Geração de empregos-CE é 2º pior do País

18 de dezembro de 2016 20:55Comentários desativados em Geração de empregos-CE é 2º pior do País
Geração de empregos-CE é 2º pior do País

Dados constam em relatório elaborado onde o ceará registra 2º pior resultado negativo do País em geração de empregos para estrangeiros no mercado

Com o agravamento da crise econômica, o Ceará registrou em 2015 o segundo do Brasil em geração de empregos e foi o que mais demitiu trabalhadores estrangeiros em relação ao total de contratações no período. Os dados são do ”Relatório Anual 2016 – a inserção dos imigrantes no mercado de trabalho brasileiro”, produzido pelo Observatório das Migrações Internacionais, em parceria com Conselho Nacional de Imigração (CNIg), do Ministério do Trabalho, e a Universidade de Brasília (Unb), divulgado nesta semana.

Com 827 demitidos no total, a diferença em relação aos contratados foi de 241, deixando o Ceará atrás apenas do Rio de Janeiro, com saldo negativo de 650. No ano passado, 13 estados apresentaram maior número de demissões do que o de admissões.

Além de Ceará  e Rio de Janeiro, completam ainda a lista apresentada no relatório Distrito Federal, Bahia, Amazonas, Rondônia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Pará, Paraíba, Sergipe, Tocantins e Piauí. Em números absolutos, que mais dispensou trabalhadores estrangeiros com emprego formal foi Santa Catarina com 9.742.

>>>Fortaleza amanheceu debaixo de chuva

Em seis anos, autorizações no CE dobram

O número de autorizações de trabalho concedidas a estrangeiros, no entanto, mais do que dobrou no Ceará em seis anos. O relatório mostra que de 654 em 2010, o número subiu para 1.878 em 2015, um crescimento de 187%.

Os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho mostram que, em 2015, o Ceará foi o estado do Nordeste com maior número de concessões e o 3º do país, ficando atrás somente de Rio de Janeiro (15.366) e São Paulo (13.477).

 

Dados socioeconômicos

No ano passado, a maior parte das autorizações foi concedida para pessoas de faixas etárias entre 20 a 35 anos, com 45,5% de representatividade.

Em sua maioria, os estrangeiros que obtiveram concessões de trabalho formam um perfil formalmente escolarizado. Somente 133 possuíam fundamental incompleto, enquanto 1.068 possuíam ensino médio completo, que representa a maior faixa no Ceará.

Considerando somente os grupos ocupacionais, 67,7% das autorizações concedidas (1.270) foram para técnicos de nível médio. Em segundo, ficou o grupo de membros superiores do poder público ou gerentes de organização com 237 concessões. Em menor número estão trabalhadores de serviços administrativos (9), reparação e manutenção (8), comerciantes (2) e agropecuários (1).

O país de nascimento mais frequente dos estrangeiros que receberam autorizações de trabalho no Ceará é majoritariamente a Coreia do Sul com 1.477 representantes, um aumento de 725 em relação a 2014. A maioria dos coreanos estão instalados entre as cidades de São Gonçalo e Caucaia, região da siderúrgica.

 

 

Geração de empregos e renda

Nos estados, as medianas salariais (valor que separa a metade maior e a metade menor de uma amostra) dos estrangeiros no momento da contratação, variam entre um mínimo de R$ 808,00 em Roraima, até um máximo de R$ 2.414,00 no Ceará.

A distância em termos de mediana salarial do Ceará em relação aos outros estados está relacionada justamente com a Companhia Siderúrgica do Pecém, que tem como principais acionistas a empresa brasileira Vale e as sul-coreanas Dongkuk e Posco.

De acordo com o Ministério do Trabalho, a joint venture que deu início a Companhia Siderúrgica do Pecém tem contratado executivos estrangeiros com altos salários e isto acaba acarretando no aumento da mediana salarial no Estado do Ceará.

Informações diário do nordeste

Geração de empregos

Geração de empregos ceará é 2º pior do País

Fortaleza amanheceu debaixo de chuva

20:05Comentários desativados em Fortaleza amanheceu debaixo de chuva
Fortaleza amanheceu debaixo de chuva

Fortaleza e cidades do interior amanhecem debaixo de chuva neste domingo (18)

Fortaleza e alguns municípios do interior do Ceará amanheceram com chuva neste domingo (18). Não há informações oficiais sobre a intensidade das precipitações e o número de cidades afetadas porque a queda de uma árvore sobre um fio que fazia a distribuição de energia para a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) retirou do ar o site do órgão.

> Chuva no Sertão Central enche pequenos açudes na madrugada deste domingo

As precipitações estão favorecidas pelos sistemas meteorológicos característicos da pré-estação chuvosa no Estado, segundo meteorologistas da Funceme. Ao longo da semana, o órgão já previa que este fim de semana apresentaria chuvas com intensidade moderada na faixa litorânea.

Na última sexta-feira, por exemplo, as chuvas banharam 21 municípios. Caririaçu, na região do Cariri, registrou a principal precipitação, com 59 milímetros. A região foi a área mais atingida pelas chuvas. Missão Velha apresentou 55mm e Barbalha, 35mm.

Interior

Chuvas intensas banharam municípios das regiões Centro-Sul e do Sertão Central. As informações têm por base a leitura de pluviômetros particulares em localidades rurais, sítios e nos centros urbanos.

Em Milhã a chuva variou entre 100mm e 120mm. Em Solonópole, no sítio Boa Fé, choveu 130mm. Na sede do município, foram registrados 90mm. Em Orós, foi registrado chuva de 62mm. Na cidade de Iguatu, o pluviômetro da Cooperativa de Iguatu (Coiguatu) registrou 60mm e no sítio Penha, 68mm.

 

Em Sobral e em cidades da região Norte, como Hidrolândia, Santa Quitéria e Ipueiras, também registraram precipitações. Em Ipu, o dia amanheceu nublado e, por voltas das 8h, uma chuva fina banhou a cidade. Também amanhecerem com chuva as cidades de Guaraciaba do Norte, Ibiapina, Ubajara, Croatá e Carnaubal, todas localizadas na Serra da Ibiapaba.

Fortaleza

Fortaleza amanheceu debaixo de chuva

 

Tabuleirense é destaque no comando de ONG

19:42Comentários desativados em Tabuleirense é destaque no comando de ONG
Tabuleirense é destaque no comando de ONG

Organização oferece oficinas de teatro, dança, música, cinema e literatura para alunos de 8 a 76 anos.onde Tabuleirense é destaque no comando

A edição deste domingo (18) do jornal O Globo destaca a história do cearense Tabuleirense José Valdemir da Silva Gomes, que chegou ao Rio de Janeiro aos 17 anos e se tornou Wal Scheider.

Idealizador da ONB Palco da Vida, que têm fãs e apoiadores como Malu Mader e Maristela Velloso, diretora de produção da Globo, atualmente oferece oficinas de teatro, dança, música, cinema e literatura para alunos de 8 a 76 anos.

Nos próximos dois fins de semana, Wal apresenta na sede do projeto (o Centro Cultural Chica Xavier, em Olaria) o novo espetáculo, “Memórias de nossa infância”, que conta a história de um grupo de nordestinos que chega ao Rio em busca de sonhos.

A peça une Lorca, Cora Coralina, Manoel de Barros, Clarice, Cazuza, Gonzaguinha, Elza Soares. O ingresso (alimentos ou brinquedos) vai para a Casa de Apoio aos Hemofílicos de Olaria.

Acidente com vitima fatal na BR 116, em Tabuleiro do Norte-CE. Neste sábado, dia 17, por volta das 09h30min, a altura do Km 217 da BR-116, Sítio Cajueiros,
Tabuleirense

Tabuleirense é destaque no comando de ONG

Oito prefeitos foram afastados no Ceará

18:59Comentários desativados em Oito prefeitos foram afastados no Ceará
Oito prefeitos foram afastados no Ceará

Oito prefeitos foram afastados por irregularidades apuradas por meio da parceria entre o TCM e MPCE

Pelo menos oito prefeitos foram afastados de seus cargos após as Eleições Municipais 2016 no Ceará por meio de ações iniciadas pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Os motivos variam de lavagem de dinheiro até desmontes.

No início de outubro, Zarlul Kalil Filho, até então Chefe do Executivo da cidade de Madalena, distante 180 quilômetros de Fortaleza, foi afastado pela 2ª vez por determinação do Ministério Público. Zarlul Kalil e todos os secretários municipais de Madalena haviam deixado seus respectivos cargos em novembro de 2014 por fraudes em licitações que somam quase R$ 7 milhões. Na nova decisão, o MPCE solicitou a prorrogação do prazo do afastamento pois denúncias davam conta que os gestores continuavam exercendo influência em desfavor de outras pessoas.

Por meio de ação do Ministério Público, o prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Antônio de Macedo, foi afastado no fim de outubro até o fim do seu mandato. Foi estabelecido ainda a proibição de acessar ou frequentar as dependências de qualquer repartição pública do município. Entre os crimes que justificaram o afastamento de Raimundo Macêdo estão associação criminosa, concussão, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores.

No dia 10 de novembro, os vereadores da Câmara Municipal de Paraipaba decidiram afastar provisoriamente o prefeito Carlos Henrique Azevedo. Os motivos são denúncias que envolvem contratação excessiva de pessoal, problemas nas prestações de contas e descumprimento de pontos da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Outro prefeito afastado foi João Marcos Pereira, de Caririaçu, distante mais de 500 km de Fortaleza. O gestor foi, ainda, proibido de acessar ou frequentar as dependências de qualquer repartição pública do município. A decisão judicial decorreu da constatação de graves irregularidades pelo MPCE e pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), na Operação Antidesmonte.

Na última segunda-feira (14), a Justiça atendeu ao pedido do Ministério Público do Ceará de afastamento cautelar do prefeito e do secretário de Finanças de Canindé, respectivamente, Francisco Celso Crisóstomo Secundino e Francisco Arlindo Andrade Sousa, durante 60 dias para evitar possíveis danos às investigações de atos de desmonte após as eleições municipais.

Na última segunda-feira (12), Francisco Sávio Bezerra Uchoa, prefeito de Mulungu, foi afastado temporariamente do cargo. O afastamento foi requerido por diversos atos de improbidade administrativa como falta de gestão documental, dilapidação do patrimônio público e diminuição ou ausência de serviços públicos essenciais (saúde/coleta de lixo).

A Operação Antidesmonte deflagrada pelo MPCE e o Tribunal de Contas dos Municípios também resultou no afastamento do gestor de Martinópole James Martins Pereira Barros.

Na ação civil pública por ato de improbidade administrativa, foram demonstradas diversas ilegalidades constatadas no município. Estão entre irregularidades no fornecimento de combustível e superfaturamento de obras de reformas nas escolas.

Já nesta sexta-feira (16), o juiz substituto Diogo Altorbelli Silva de Freitas, da Comarca de Mauriti, decidiu pelo afastamento do prefeito Francisco Evanildo Simão da Silva.

A decisão atendeu à ação cautelar preparatória de Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa proposta pelo promotor de Justiça Leonardo Marinho de Carvalho.

Em inspeção realizada pelo Tribunal de Contas dos Municípios, foram identificadas diversas irregularidades como ausência de repasse dos valores de empréstimos consignados dos servidores públicos aos bancos, retenção e não repasse do INSS.

Operação Antidesmonte

 

O Tribunal de Contas já recebeu cerca de 70 manifestações que tratam irregularidades em 42 municípios.

Até o dia 25 de novembro, em um primeiro momento da Operação Antidesmonte, os técnicos já visitaram 31 cidades, chegando a quase 75% das denúncias apuradas por meio de vistorias técnicas. Já foram entregues 23 relatórios.

Segundo a Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), além das demandas da população, a Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (PROCAP) apontou outros municípios para serem vistoriados após verificar atitudes suspeitas por parte de gestores públicos, como foi o caso de Granja. Fonte diário do nordeste

prefeitos foram afastados

MP segue avaliando denúncias de desmonte em prefeituras do Ceará. (FOTO: MP/CE)

Sobral, um oásis cearense em meio ao precário ensino brasileiro

18:00Comentários desativados em Sobral, um oásis cearense em meio ao precário ensino brasileiro
Sobral, um oásis cearense em meio ao precário ensino brasileiro

Sobral, cidade no semiárido cearense que lidera um reputado ranking educacional, mostra como é possível ir bem na sala de aula sem programas vistosos

Um recém-divulgado termômetro nacional da educação, que mediu a qualidade do ensino nos 5 500 municípios, fez com que as atenções se voltassem para Sobral, a cidade de 188 000 habitantes encravada no semiárido cearense que disparou para o primeiro lugar.

O ranking chamado Prefeito Nota 10, produzido pelo Instituto Alfa e Beto, é resultado de um corte elevado: considera as notas dos estudantes na Prova Brasil e a capacidade do município de oferecer bom ensino. Ao analisar os números do ciclo fundamental, o instituto calculou o que significariam na escala do Enem. Conclusão: 20% dos jovens sobralenses têm alto desempenho, suficiente para pleitear uma vaga nas melhores universidades do país — no Brasil, a média é de 1%. A segunda colocada, São Caetano do Sul, em São Paulo, não passa dos 9%.

E o que tem Sobral de tão extraordinário? É um caso emblemático de que não é necessário criar programas onerosos ou vistosos para ir bem na sala de aula.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Sobral, um oásis cearense em meio ao precário ensino brasileiro

Escola de Sobral: meta ambiciosa e persistência no que funciona (Ivan Pacheco/VEJA)